Texto: Séries Alanis - Matthew // Parte 1


Eu escrevi uma série de posts depois de ouvir uma canção da Alanis: Unsent (Sim! Podemos descobrir Deus em lugares inesperados como em uma canção da Alanis Morissette). Gostaria muito de compartilhá-la com vocês. Ela marcou minha vida e espero que as abençoe também. Com vocês Unsent e o primeiro capítulo da série: Mathew…


“Prezado Matthew, eu gosto muito de você. Eu sei que você está numa relação com alguém neste momento. E eu respeito isso. Eu gostaria que você soubesse que se estiver solteiro no futuro. E quiser vir me visitar na Califórnia. Eu estaria disponível para passar um tempo com você. E descobrir qual era sua idade quando você escreveu sua primeira canção.”
Amar alguém que ama outro alguém! Talvez isso nunca tenha acontecido com você, mas, com certeza você conhece ou conheceu alguém que já passou por isso. Ainda não? Então conhecerá! Aposte nisso! 

Muita gente fala muita coisa sobre isso... E claro eu também tenho minha teoria (risos)!! Às vezes aparece algum Matthew em nossas vidas! Alguém de quem gostamos muito e que claro, tem uma namorada, ou só tem olhos pra uma garota que (claro também) não é você! Mas (claro, mais uma vez) você fica ai esperando (e às vezes até torcendo) pra que ele fique solteiro de uma vez por todas, ou perceba que aquela garota por quem ele vive suspirando pelos cantos não tem nada, mais nada mesmo haver com ele (ao contrário de você)! E nesse desespero enorme vale tudo... Se você é “evangélica” vale uma oração do tipo: “Deus eu sei que ele tá com ela, mas ela não é teu plano, eu sim.” Se você é daquelas que acredita em simpatias, todas entram na dança... Até aquela que amarra a boca do sapo! É isso?! Não entendo nada dessas coisas!


Mas enfim... Pra quê tudo isso?! Minha teoria aprendi com um Deus cheio de graça e misericórdia. Um Deus que aconselha com amor: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem às fontes da vida." (Pv 4:23) 
Entendeu? Em outras palavras – usando outro conselho que li em um livro de amor explícito – “não acordeis nem desperteis o meu amor, até que queira.” (Ct 2:7 e 3:5) 

Ai tá todo o segredo... Guardar o coração! Não despertar o amor enquanto não é tempo nem a pessoa certa. Não ficar pensando em alguém em nome das suas carências e “necessidade” de ter alguém. Não ouvir as brincadeiras da galera sobre você e aquele menino. Tá eu sei... Bonito na teoria, mas ultra mega super difícil na prática! 

Esse deve ser um valor inegociável pra você! Quanto vale seu coração? Hein? Não ajudou?! Eu sei... Guardar o coração e não despertar o amor não é a tarefa mais fácil do mundo não! Algumas pessoas dizem que não temos controle sobre nossos corações: “No coração não se manda!”. (Aproveite essa deixa e pense, quem é que manda no seu coração?!... Voltando ao assunto) 

Concordo que às vezes não somos as melhores opções pra ter domínio sobre o próprio coração, mas então coloque sobre o domínio de alguém melhor! Eu fiz isso... Deu certo! Um dia, eu, após ler e reler esses conselhos ai de cima, umas mil vezes, decidi fazer uma oração que me deu um pouco de medo. Pouco não! Muito! Eu orei: “Deus, você é o dono do meu coração e assim... eu não quero me apaixonar por ninguém que não seja o cara com quem me casarei e não quero que nenhum outro menino que não seja ele se apaixone por mim.” 


Ele ouviu. Ele assim fez. Eu? Fui poupada dessa dor do “quem eu quero não me que” (que deve ser insuportável). Tive outras dores sim! Mas, a cada dia tenho visto e provado de um Deus que me ajuda a guardar meu coração e descobrir o valor de me manter escondida n’Ele. Mas eu sei. Somo humanas, meninas e na grande maioria das vezes muito carentes, machucadas, com uma sensação de desproteção terrível, solitárias. E (claro, again!) corremos o risco total de ao atravessarmos a rua hoje, nos apaixonarmos pelo cara que cruzará conosco na faixa de pedestre! 

E se isso acontecer e você começar a sofrer de amor: calma! Hoje você pode ousar fazer uma oração, como eu fiz um dia. Ou pode escrever pro meu email e abrir o coração. Pode ir até a casa de uma amiga e contar tudo pra ela (só não se empolguem... sei como meninas são nessa hora. Rola uma viagem e tanta!). Se você tá perdidamente apaixonada por alguém que tem outra pessoa, ou foi embora, ou a deixou, ou simplesmente não te enxerga como uma mulher apaixonável: calma! Não fique esperando (e torcendo) pela solteirice repentina dele! Pense em você. Pense no seu coração. Pense na opção de parar tudo, respirar, e seguir, mas dessa vez ousando guardar seu coração. Não deixe pedacinhos do seu amor espalhados por ai. Um pouquinho com cada menino “irresistível” que você conhecer! 
Guarde todos seus sentimentos, seu coração, suas emoções para aquele que será seu! Aquele que será o pai dos seus filhos. Honre-o desde agora e você será honrada! Quem planta tomate colhe tomate, não pepino! Seja esperte! Valorize seu coração. Lembre que quando você gosta de alguém, a pessoa amada não é propriedade sua não. Deixe-o viver. E viva também. Por mais que isso seja regado a muita lágrima no começo. Guarde seu coração. No tempo certo aquele que será o dono dele chegará!

Lembre também que esse “Matthew” da sua vida, tem alguém no momento, e essa menina de maneira alguma merece que você invista em fazê-la se sentir ameaçado, desprezado ou trocado. Ouse ir contra a correnteza que diz que você deve lutar por quem se ama independentemente de quantas pessoas tenha que atropelar para conseguí-lo. Respeite e ame a seu próximo. Mesmo que ela seja a namorada do cara que você está gostando. Leve suas dificuldades e sentimentos a Deus e ouse fugir de você mesma. Guarde seu coração.

Mais uma vez termino um post com uma palavra: Ouse!
Tirado do Santa Menina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo