Texto: Séries Alanis - Jonathan // Parte 2

“Prezado Jonathan, eu gostava muito de você. Eu costumava ser atraída por rapazes que mentiriam para mim. E pensavam somente em si mesmos. E naquele tempo você era bastante autodestrutivo para meu gosto. Eu costumava dizer que quanto mais trágico melhor. A verdade é que sempre que eu penso no começo dos anos 90. Seu rosto surge com ímpeto como se fosse ontem”.

“Mas, ele disse que me amava!” (...) “Ele prometeu que ficaria o resto da vida comigo!” (...) “Ele disse que ouviu a Deus!” (...) “Ele disse que tinha certeza que eu era a mulher de Deus pra ele!” (...) E você acreditou?!
Sim! Meninas sempre acreditam! E é bem assim, como diz a música: Eu gostava tanto de você! Não estou aqui escrevendo um post anti-meninos e fazendo uma campanha afirmando que eles são todos mentirosos, mas alertando “o mundo encantado das meninas” sobre algo que rouba nossos corações delicados: as palavras! Creio que quando Deus nos criou com corações assim, que se derretem com um “eu te amo”, ou “você é a menina mais linda que já vi na minha vida”, e muitas outras meias dúzias de palavras bonitas que podemos ouvir de um homem, Ele também criou eles, com esse dom de falar coisas que nos atraem, roubam nossa atenção e nos deixam completamente apaixonadas! Era pra ser assim! Esse era o plano! Eles terem esse poder na mão e usá-lo. Fomos feitas pra sermos deles!

“Não é bom que o homem viva sozinho. Vou fazer para ele alguém que o ajude como se fosse a sua outra metade... Então o Senhor Deus fez com que o home caísse num sono profundo. Enquanto ele dormia Deus tirou uma das suas costelas e fechou a carne naquele lugar. Dessa costela Deus formou uma mulher e a levou ao homem... É por isso que o homem deixa seu pai e sua mãe para unir-se com sua mulher, e os dois se tornarem uma só pessoa!” Gênesis 2:18-25 


Mas, essa história perfeita foi abalada pelo pecado e agora toda essa capacidade que eles têm de nos ganhar com suas palavras foi deturpada. Os corações estão perdidos, as mentes corrompidas. Nossos corações destruídos e as palavras são usadas para manipular e sim... enganar! Nós nos envolvemos através das palavras. É como li numa crônica esses dias: vivemos numa época onde as pessoas se apaixonam pelo texto uma das outras. Principalmente com toda essa história de MSN, e-mail, facebook... 

A questão é essa... Às vezes existirão Jonathans em nossas vidas. Com um dom, dado por Deus aos homens, de usar palavras para chegar ao coração de alguma Alanis. E esses Jonathans, infelizmente estarão pensando só em si. Pensando em falar coisas (mesmo que não seja a verdade de seus corações) simplesmente para te ter nos braços e satisfazer seus desejos emocionais e carnais! Jonathans que pensam estar com tudo, mas na verdade estão se autodestruindo defraudando (ou seja, oferecendo o que não é verdade e então não podem dar) meninas por ai! E claro, elas acreditando e se ferindo mais ainda! Mas creiam, eles estão se ferindo tanto quanto! E muitas vezes, essa maneira de agir é algo que eles nem tem noção que estão fazendo. (Precisam da cura, graça e misericórdia de Deus, tanto quanto meninas que são “enganadas”)


A perda de valores gera isso. Antigamente, na época de nossas avós, dificilmente víamos essas coisas. Os homens tinham palavra. Isso se chama integridade e honra. Valores que se perderam. As moças eram femininas, valorizavam seu papel de esposa, dona de casa, mãe... valores que também foram consumidos. Resultado: Jonathans que se vão e Alanis que ficam com lembranças doloridas, aos poucos vão perdendo a esperança e a crença na possibilidade de viver um romance de tirar o fôlego. Jonathans ainda mais feridos, ainda mais sem referência, ainda mais perdidos! E um ciclo interminável começa. Eles mentem, elas acreditam, eles as machucam, elas criam uma repulsa pelos homens, eles vão embora, elas ficam sofrendo até que outro chega, conta outras mentiras, elas acreditam, eles... 
Mas, o que mais me assusta, é que cada vez mais meninas estão se comportando como Jonathan! Elas também têm usado artifícios pra terem aqueles que querem. Talvez não com palavras, mas com o corpo por exemplo. E não digo pensando em coisas como aparecer com uma roupa super sensual na frente dele e se oferecer sem nenhum pudor (o que também acontece), mas de uma maneira bem sutil, com uma calça jeans um pouco mais justa que o normal e uma passeada discreta na frente dele no horário do culto. Ou uma blusinha que deixa a mostra um pedacinho da sua barriga que insiste em dar as caras exatamente quando ele está ali. Que tal abusar do gloss para ir conversar com ele? E assim, devagarzinho, e “bem discretamente”, um jogo de conquista começa a rolar! Também tem aqueles charminhos que nós meninas sabemos fazer: uma passada de mão no cabelo, um olharzinho, um sorrisinho, uma ceninha de “to triste”... sabem como é né?! (Essas informações vieram diretamente de meninos!)
Precisamos urgentemente resgatar os valores que tem se perdido. Eles estão ai dentro de você. Parem e pensem. É horrível uma menina assim, sem valor. O mundo, os homens, a sociedade, a igreja clama por meninas de valor que mudem os conceitos deturpados que tem surgido sobre a mulher e não apenas acreditem, mas vivam verdadeiras histórias de amor, puras, sem mentiras, feridas e que fazem pessoas acreditarem que as coisas podem (e deveriam) ser diferentes! Mais uma vez: ouse!

Se for preciso perdoar algum Jonathan que passou por sua vida, ore agora mesmo por isso! Eu sei o quanto isso é difícil, mas conte a Deus sua dor, suas expectativas frustradas, suas “esperas” roubadas...

Que as lembranças não sejam de doloridas atitudes de Jonathans, mas de felizes resultados de atitudes de valor!

Tirado do Santa Menina!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo